Apollo Faraó: O Café Especial do Alto Caparaó

Publicado em Tags , , , , ,

A região do Alto Caparaó, próximo ao Pico da Bandeira, tem se tornado bastante famosa na produção de cafés de excelente qualidade. Você já deve ter ouvido por aí, os diversos prêmios que os cafeicultores da região estão ganhando devido aos excelentes cafés produzidos. A família Lacerda, está nessa turma de produtores que estão produzindo cafés diferenciados. Plantado a mais de 1200 metros de altitude, da variedade Caparaó Amarelo, teve sua colheita feita de maneira seletiva, o café Apollo Faraó tem conquistado diversos corações e bocas. Um café cheio de personalidade e sabor. Quer entender mais sobre os motivos que tem feito diversas pessoas se apaixonarem por esse café?

Nós, aqui do Coffee & Joy, gravamos um vídeo expondo todas as características desse café fantástico.

 

O Café

Os cafés da região do Alto Caparaó são conhecidos pelos prêmios conquistados nos diversos concursos de qualidade de café. Ademir Lacerda, produtor responsável pelo café Apollo Faraó, vem de uma família que está acostumada com os pódios em concursos de qualidade.

Segundo Ademir, a história da região do Alto Caparaó começou a mudar quando o governo do estado disponibilizou um descascador de café para os cafeicultores. A partir desse momento, os cafeicultores começaram a investir no pós colheita com o objetivo de produzir excelentes cafés. Não foi diferente com a família Lacerda.

O patriarca da família Lacerda, senhor Onofre, sempre buscou excelência em tudo que produziu. Por exemplo, ele já chegou a ganhar prêmios por produzir cebolas perfeitas. Toda essa dedicação e cuidado com a produção, o senhor Onofre trouxe também para o café. Ele fez questão de passar isso para os filhos, que são cafeicultores nos dias atuais.

Com esse cuidado e vontade de produzir o melhor, fez com que o Ademir produzisse o café Apollo Faraó. Café que foi plantado em uma lavoura que está a mais de 1200 metros de altitude. Próxima ao Pico da Bandeira, na região do Alto Caparaó. Ademir fez questão de realizar a colheita seletiva, buscando retirar do pé de café somente os frutos no ponto ideal de maturação.

Já no processo de pós colheita, Ademir utilizou a via úmida para remover a casca do café antes de colocar os grãos para secar. Mais do que isso, Ademir utilizou terreiro suspenso para secar os grãos de café. A família toda auxilia no processo de revirar os grãos de café para garantir uma seca bastante uniforme.

Ademir Lacerda, na sua lavoura localizada na Serra do Caparaó

Depois de seco, Ademir beneficiou os grãos de café para retirar o pergaminho. Depois de beneficiado o café passou por um processo de re-benefício para separar os grãos de acordo com a peneira 16 e acima.

O Produtor

Ademir vem de uma família que está acostumada a ganhar prêmios com os cafés que produzem. Mais do que isso, está acostumado a trabalhar com muita dedicação em todas as etapas de produção, para garantir um excelente café no final. Muito disso ele aprendeu com seu pai, um agricultor que sempre fez tudo com muito carinho.

Segundo Ademir, o papel dele na lavoura é garantir a qualidade que a planta já produz, já que a natureza se encarrega de produzir o melhor que ela pode. É papel dele, depois de colher o café, conseguir manter toda a qualidade que foi dada pela planta. Por isso, ele busca executar com o máximo de cuidado, seguindo as melhores prática, todo o processo de pós-colheita.

Na família Lacerda, todos são produtores de café. Segundo Ademir, isso é uma grande vantagem para eles, pois todos trocam conhecimento. O compartilhamento de informação é fundamental para a evolução da produção de cafés de excelente qualidade.

Tudo isso rende prêmios para a família. Em 2018 eles conquistaram novamente o prêmio de melhor café do ano (Coffee of the Year), em um concurso realizado na Semana Internacional do Café, que acontece em Belo Horizonte. Mais do que isso, a família Lacerda coleciona prêmios de diversos concursos de qualidade de café. Por exemplo, eles permaneceram no pódio do concurso regional de qualidade por seis anos consecutivos.

Três Gerações da Família Lacerda – Ademir Lacerda, Sérgio (C&J), Onofre Lacerda, Hebert Lacerda e Débora (C&J)

Características do Café

O café especial Apollo Faraó é da variedade Caparaó Amarelo, que foi colhido de maneira seletiva, ou seja, com os frutos no ponto ideal de maturação. Ainda, vem de uma lavoura que está plantada a mais de 1200 metros de altitude. No pós-colheita foi utilizada a via úmida, o que quer dizer que a casca do fruto do café foi removida antes de levar ao terreiro suspenso para secar.

Todos esses cuidados resultou em um café incrível na xícara. Possui fragrância e aroma doce e cítrico, com notas de amora e doce de leite. Já no sabor, apresenta notas de morango, amora e açúcar mascavo. Ainda, apresenta um corpo denso e viscoso, com uma acidez cítrica agradável. Sua finalização é longa e doce, com notas de açúcar mascavo.

É um café que agrada a maioria dos paladares. É uma explosão de sabores na boca. Se você está buscando um café para surpreender seu paladar, esse é um forte candidato. O trabalho executado na lavoura pelo Ademir e todo o cuidado com a torra, trazem uma bebida incrível para a sua xícara! Nesse link você encontra todas as informações do café Apollo Faraó.

  • Fernanda Otília

    Bebendo esse café delicioso nesse exato momento que estou lendo esse post tão enriquecedor 🙂

    • Sergio

      Sucesso demais Fernanda! Esse café é muito gostoso mesmo! E a história da família Lacerda é para inspirar mesmo, né? Eles são demais 🙂