Diferença do Café Preparado na V60, Chemex, Prensa Francesa, Cafeteira Italiana

Publicado em Tags , , , , , , ,

É possível gerar resultados diferentes na bebida final para um mesmo café utilizando diferentes métodos de preparo. Ou seja, com um mesmo grão você consegue proporcionar experiências diferentes para o seu paladar. Isso é incrível, pois utilizando um determinado método você pode tomar o café com a característica de corpo mais evidente. Ou então, se você trocar o método você pode preparar um café que apresentará a característica de acidez mais pronunciada. Quer descobrir como dar mais vida a característica que você mais aprecia no café?

Por esse motivo, para descobrir o que mais se destaca em cada método, nós aqui do Coffee & Joy, resolvemos gravar um vídeo explicando sobre as diferenças que o mesmo café terá quando preparado em diferentes métodos.

 

É importante mencionar que o grão utilizado interfere diretamente nas percepções que serão descritas. Nesse experimento foi utilizado um café da região do Alto Caparaó, que tem uma característica de acidez mais elevada (café Apollo Faraó, do menu 2018/2019 Coffee & Joy).

V60

O café filtrado no porta filtro V60 é muito limpo e delicado. A moagem adequada para esse método é uma moagem média. A proporção indicada para início de experimentação é de 10 gramas de café para cada 100 ml de água. É importante escaldar o filtro antes do preparo. Ainda, é importante também realizar a pré-infusão para garantir que o café sature e libere todo o seu potencial. Aqui nesse post explicamos com detalhes como fazer um café na V60.

O resultado é um café que possui um equilíbrio bastante interessante entre acidez e doçura. É perceptível a delicadeza da bebida que passou por um filtro de papel. Esse método é bem versátil na hora do preparo, pois é possível mudar o tempo de preparo e também a maneira como você joga a água. Essas variáveis também irão alterar o seu resultado final da sua bebida.

Entretanto, você perceberá que não importa o grão que você utilize, o resultado final sempre será um café bem limpo. A tendência desse método, com cafés que possuem um pouco de acidez, é destacar esse atributo em conjunto com a doçura.

Resultado: café com acidez destacada e equilibrada com a doçura.

Chemex

O café preparado utilizando a Chemex será extremamente delicado e também apresentará uma bebida sem resquício nenhum de pó de café. A moagem adequada para esse método é uma moagem média. Indicamos iniciar com a proporção de 10 gramas de café para cada 100 ml de água. É importante escaldar o filtro antes do preparo, isso também ajuda a aquecer o vidro do recipiente que receberá o café. Aqui nesse post explicamos com detalhes como preparar um café na Chemex.

O resultado final do café extraído será uma bebida extremamente limpa e delicada. É possível perceber isso pela coloração do café também. Outra característica que pode se destacar bastante, dependendo do grão utilizado, é a acidez. Ou seja, você terá um café com uma acidez mais evidente em relação aos outros atributos como o corpo, por exemplo.

Dessa maneira, você pode esperar sempre como resultado final um café bastante delicado e sem qualquer resquício de pó de café. Não será uma bebida extremamente encorpada, entretanto apresentará uma finalização agradável.

Resultado: café bastante delicado e com acidez destacada.

Prensa Francesa

A Prensa Francesa não utiliza filtro de papel no seu preparo. A moagem adequada para preparar o café nesse método é a grossa. Sugerimos iniciar com a proporção de 10 gramas de café para cada 100ml de água. É importante escaldar a Prensa antes de preparar. Assim, você garante que o recipiente esteja aquecido na hora de preparar o seu café. Ainda, recomendamos um tempo de infusão entre 3 a 4 minutos. Aqui nesse post explicamos com detalhes como preparar um café na Prensa Francesa.

O resultado do café será uma bebida encorpada e com bastante equilíbrio com os atributos de corpo, doçura e acidez. O café preparado com a Prensa Francesa fica em contato com a água durante um tempo, e utiliza-se um êmbolo para separar o pó de café. Por isso, a bebida resultante apresentará os óleos do café e consequentemente mais sabor na xícara.

Assim, você pode esperar um café que apresentará de maneira bastante evidente o seu corpo.

Resultado: café encorpado e equilibrado com os atributos de doçura e acidez.

Cafeteira Italiana

O café preparado utilizando a cafeteira italiana é cheio de personalidade. É importante tomar cuidado na hora de preparar o café para não queimar a bebida. Uma dica valiosa é colocar um pouco de água na superfície da cafeteira, assim o café não entrará em contato direto com a superfície metálica quente. A moagem adequada para esse método é a moagem média. Aqui nesse post explicamos com detalhes como preparar um café na cafeteira Italiana.

A cafeteira italiana é um método prático e rápido para preparar café. A bebida resultante é um café que apresentará bastante a característica de corpo. Ainda, é um café que terá uma finalização longa e prolongada no seu paladar.

Resultado: café encorpado e com uma finalização longa e persistente.
Cafeteira Italiana

Depois de entender um pouco mais sobre as diferenças do mesmo café em diferentes métodos de preparo é possível escolher com mais clareza qual método utilizar. O mais interessante é a versatilidade que o café possui, com um mesmo grão é possível obter bebidas totalmente diferentes. Assim fica fácil preparar um café que tende sempre a agradar o nosso paladar.