Café Especial: Uma Visão Completa sobre o Produtor, Provador, Consumidor e o Mercado

Publicado em Tags ,

Os brasileiros são apaixonados por café. Isso é tão verdadeiro que somos o segundo maior consumidor da bebida no mundo. Entretanto, nem sempre prestamos atenção nos diversos tipos de café que estão disponíveis para consumo. Na maioria das vezes consumimos aquele café tradicional ou extra-forte. Se você está preocupado com o que consome e busca alimentos de alta qualidade, já deve ter percebido que existe também o café especial. Esse tipo de café possui um cuidado totalmente diferente do café tradicional. Esses cuidados iniciam desde o plantio e estão presentes até na etapa de torra do grão. É um universo novo de sabores e possibilidades para os consumidores e um desafio e tanto para os produtores.

Por isso, esse artigo aborda um pouco mais sobre essa categoria do café especial. Trazendo um pouco da visão do produtor e do provador. Dessa maneira, é possível você saber um pouco mais sobre os desafios que cada um enfrenta para entregar um café de excelente qualidade na sua mesa. É só assistir ao vídeo a seguir: 

 

O Mercado

Os brasileiros estão acostumados a tomar café tradicional, que são encontrados nas prateleiras de mercado. Entretanto, existe um universo muito diferente na categoria dos cafés especiais. Esse tipo de café é mais caro e ainda não acessível para todos. Mas, muitos não sabem o porquê do seu valor ser mais elevado. A produção na lavoura, a colheita, o pós-colheita, a etapa de benefício e rebenefício e a torra, são diferentes. São exigidos uma série de cuidados para garantir que um café de excelente qualidade chegue até a mesa do consumidor final. 

A tendência é que esse tipo de café conquiste cada vez mais espaço na casa dos brasileiros. Ao experimentar esse tipo de café e perceber a diferença de sabor existente entre o café tradicional, o consumidor fica encantado e não quer mais consumir outro tipo. Mas para isso acontecer, é preciso incentivar o consumo e expor os detalhes da produção aos consumidores. Nas próximas seções, serão abordados os cuidados tomados do lado do produtor, passando pelo provador e finalizando com o consumidor final.

O Produtor 

Os cuidados na produção de café especial são muitos. O produtor precisa ter elevado conhecimento de técnicas de nutrição da planta, colheita e pós-colheita para garantir a produção de um café de excelente qualidade. Por exemplo, é preciso um acompanhamento minucioso com a análise dos nutrientes do solo, pois isso influencia diretamente na saúde da planta. Consequentemente, uma planta saudável, tende a produzir frutos de excelente qualidade. Ainda, é preciso ficar atento ao desenvolvimento do fruto do café em todos estágios de maturação. Nessa etapa, o produtor precisa acompanhar de perto para saber qual a melhor hora de realizar a colheita do café. A colheita desempenha um papel fundamental para garantir um café especial no final de todo processo, pois se os frutos forem colhidos na hora errada a qualidade da bebida será prejudicada. Em seguida, depois de colhido, o produtor passa para etapa de pós-colheita. O objetivo dessa etapa é fazer com que o café atinja entre 11 e 12% de umidade. Mais uma vez, se essa etapa não for bem feita o café pode sofrer fermentações indesejadas que irão prejudicar a bebida final. 

Em todas as etapas, o cuidado desempenhado e o conhecimento aplicado pelo produtor é o que irá gerar cafés especiais ou não. Tudo isso gera custos adicionais, é preciso capacitar a equipe da fazenda, algumas vezes é necessário mudar como a nutrição é feita, é preciso investir em infra-estrutura para realizar um pós-colheita bem feito, entre outros processos. Ou seja, não basta colher os frutos e fazer o processo de qualquer jeito. Para garantir um café especial, todos os processos precisam ser feitos de maneira especial.

O Provador

O trabalho desempenhado pelo produtor na lavoura terá um resultado na bebida do café. O provador exerce o papel de aferir a qualidade da bebida. Esse profissional possui treinamento para dizer se o café possui defeitos ou não. Mais do que isso, quando falamos de cafés especiais, são analisados 11 atributos diferentes no café. Por exemplo, avalia-se a acidez, o corpo, a doçura, o equilíbrio, a finalização, entre outros. Para cada atributo, o provador atribui uma nota. No final soma-se a nota de todos os atributos para obter a nota final do café, que pode chegar até 100 pontos. Para ser considerado um café especial é preciso atingir uma nota mínima de 80 pontos. 

Através da análise feita pelo provador é possível identificar possíveis problemas que aconteceram durante a produção do café. Por exemplo, se o pós-colheita tiver gerado fermentações indesejadas isso será refletido na bebida e o provador conseguirá identificar esse tipo de problema e orientar o produtor. 

Mais do que isso, o provador é o profissional que irá buscar no café características distintas que podem agradar ao consumidor. Por isso, em época de colheita, são provados diversos lotes para analisar o resultado do trabalho executado. Por exemplo, na coffee&joy,  disponibilizamos cafés de 5 estados diferentes do Brasil e mais de 13 cafés diferentes. Para chegar nesses produtores e nesses cafés, é feito um trabalho muito grande de seleção e análise de qualidade. Só depois de passar por todas as etapas de análise é que o café será escolhido para ser disponibilizado no nosso menu.

A Integração 

Para garantir uma melhora contínua na produção do café, existe uma troca de informações entre o provador e o produtor. O provador, após realizar o laudo de qualidade, retorna para o produtor com dicas para que o café fique ainda melhor.

Depois de todo o trabalho executado para garantir um café especial, chega a hora do consumidor provar o resultado final.

O Consumidor

Café é um alimento que os brasileiros consomem diariamente. Ainda, o brasileiro acostumou a tomar café de qualidade inferior e extremamente torrado. Ou seja, acostumou com aquele café extremamente preto e amargo, quase impossível de ser consumido sem diversas colheres de açúcar ou adoçante. Esse é o sabor que o brasileiro carrega no paladar quando falamos de café, uma bebida forte, amarga e que está disponível para ser consumida.

Contudo, os cafés especiais estão conquistando cada vez mais o paladar do brasileiro. O consumidor que está procurando qualidade e sabor no que consome, encontra no café especial um alimento de alta qualidade com um sabor diferenciado. Ou seja, após consumir um produto realmente especial, o consumidor não quer voltar para o tradicional. 

>> E aí, já ficou com vontade de ter novas experiências ao tomar o seu café? Vem que temos diferentes opções aqui para você. <<