O Trabalho de Quem Dedica a Vida no Campo – Veja a Entrevista Com os Produtores do Café Dama da Noite

Publicado em Tags , , , ,

O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo. Entretanto, os desafios que os produtores enfrentam na produção de café são enormes. Muitas vezes, o valor de mercado do café commodity não cobre os custos envolvidos na produção. Por isso, o produtor precisa diversificar a produção e tentar agregar um valor maior ao produto que produz. Uma forma de fazer isso, é produzindo cafés que apresentam uma bebida de excelente qualidade. Ainda, o trabalho para atingir uma qualidade elevada demanda atenção e bastante cuidado com todos processos que o café passa.

Por isso, nós aqui do Coffee & Joy gravamos esse vídeo para mostrar um pouco mais sobre a realidade do produtor no campo.

 

Os Produtores Márcia e Dinho

Márcia e Dinho produzem café na região Sul de Minas há bastante tempo. O café é o sustento da família. Com a vontade de sempre colher um produto melhor, a Márcia começou a buscar formas de melhorar a produção do café. Foi essa vontade dela que fez Dinho também abraçar o projeto de produzir cafés melhores. 

A família abriu as porteiras do sítio que está localizado na cidade de Ilicínea para dividir um pouco do sonho de trabalhar com café de qualidade. Eles moram e trabalham no sítio que fica estrategicamente em uma região montanhosa, boa para o café e para os olhos, que conta com uma paisagem natural de tirar o fôlego, com chapadas, cachoeiras, montanhas e vales.

Há mais de 2 anos a família toda está focando na melhora dos processos realizados dentro do Sítio São Judas Tadeu. O primeiro passo foi mudar a forma como a colheita era realizada. Agora, eles verificam o grau de maturação dos frutos para iniciarem a colheita. Dessa maneira, eles buscam colher somente os grãos que estão no ponto ideal de maturação. Dinho também mudou a forma como o pós-colheita do café é realizado. 

Dinho passou a lavar o café para remover os frutos mais problemáticos, que podem gerar sabores desagradáveis na bebida. Ou seja, realizando a lavagem do café ele consegue remover os frutos que passaram do grau ideal de maturação e também alguns frutos que podem ter sido prejudicados por pragas que podem estar presente no cafeeiro.

Juju, filha do Dinho e da Márcia, fazendo a secagem dos cafés em terreiro suspenso

Durante o processo de pós-colheita os cafés são secados de forma natural, com toda a casca. Ainda, Dinho também passou a utilizar o terreiro suspenso para produzir alguns lotes. Todos os lotes são vigiados de maneira mais atenciosa quando estão no processo de secagem.

Ah, e o detalhe que deixa o café do Sítio São Judas Tadeu ainda mais diferenciado é que tudo lá é feito pelo próprio Dinho e pela Márcia também. Colocam a mão na massa e cuidam para obter uma diferenciação da qualidade dos grãos

Todas as mudanças que foram adotas pelo Dinho e pela Márcia buscam melhorar o café que eles produzem. Todo o esforço vem gerando bons resultados. O café Dama da Noite é a prova disso! Um café que apresenta notas florais no sabor e, ainda, notas de lima amêndoas e caramelo.

Café que vem carregado de sabor, de história e de muito carinho e amor, produzido pelas mãos do Dinho e da Márcia.

Márcia e Dinho na Lavoura nas Montanhas de Ilicínea.

>> Ainda não conhece este café fantástico? Assine o Coffee & Joy e se surpreenda com os melhores cafés entregues na sua casa! <<