Como Fazer Cappuccino de Cafeteria nas Máquinas de Espresso Caseiras

Publicado em Tags , , , ,

Conhece a sensação de tomar um Cappuccino Italiano em cafeteria, com leite aveludado e cremoso? Aquele Cappuccino tradicional mesmo, da receita original italiana, com uma espuma de leite que cobre o café. Uma bebida com a harmonização equilibrada de um delicioso café espresso extraído perfeitamente, coberto por um leite de textura aveludada e cremosa.

Deu água na boca? Gravamos um vídeo com dicas para você replicar essa receita na sua casa e ter um cappuccino perfeito utilizando a sua máquina de espresso em casa! Ah, e não importa o modelo da sua máquina, os funcionamentos são parecidos, então pode aproveitar essas dicas, independente de como for a sua.

 

 

Algumas Curiosidades sobre o Cappuccino

O Cappuccino surgiu na Itália e possui dois ingredientes originalmente: uma dose de expresso e leite.

Ele possui essa denominação por conta do hábito dos monges católicos  capuchinhos da Itália que usavam roupas que lembram a cor da bebida.

A textura e temperatura do leite são de fundamental importância na sua preparação.

O leite deve ter uma espuma com textura aveludada, brilhante e cremosa. Além disso, o espresso deve ser extraído perfeitamente.

Um cappuccino clássico consiste em 1/3 de café espresso, 1/3 de leite vaporizado e 1/3 de espuma de leite vaporizado. Mas há variações populares como o uso de chocolate em pó e até chantilly.

O cappuccino tradicional é encontrado nas melhores cafeterias e feita usando máquinas profissionais de espresso. Mas tem como replicar essa receita tradicional da melhor forma possível em casa, usando as máquinas caseiras de espresso.

O Espresso

Moer o café na hora sempre é o mais indicado, mas não é um impeditivo para ter um espresso muito bom em casa.

A granulometria indicada é a média fina. Isso porque se ela estiver muito fina,  vai dificultar a passagem da água e terá um espresso desequilibrado, já que a pressão das máquinas caseiras não são altas como as das profissionais. Já a moagem mais grossa irá fazer com que o café na xícara fique sub extraído, pois a superfície de contato com a água é maior e o tempo de passagem da água menor.

Se não tiver moedor, sem problemas. Prefira por adquirir cafés moídos com moagem média fina, para espresso.

Ter grãos de qualidade é essencial. Ou seja, se optar por utilizar um café de qualidade inferior, a bebida irá refletir a qualidade do café utilizado. Por isso, utilizar sempre cafés especiais e com torra recente.

Além disso, utilize apenas água mineral ou filtrada, para garantir a qualidade da bebida e a conservação da máquina.

Mantenha a máquina sempre limpa e não utilize detergentes ou materiais de limpeza abrasivos. Limpe-a com pano e escovinha (pode substituir por um pincel ou até uma escova de dente), imediatamente depois de utilizar.

Deixar escorrer água sem o porta filtros depois de utilizar a máquina, também é essencial para sempre garantir um bom café extraído nela.

Importante: leia o manual de instruções e as recomendações do fabricante da máquina.

Caso não tenha uma máquina de espresso em casa e queira preparar um cappuccino, veja este post aqui com dicas para replicar a receita com utensílios domésticos.

Ligue a máquina alguns minutos antes de começar a preparar para esquentar. Remova o porta filtro e, em seguida, solte um pouco da água, pressionando a opção espresso e desligando logo depois.

Adicione o café no porta filtro ainda quente, bem limpo e seco (pode usar um flanela para secar o porta filtro). Compacte com o compactador da máquina de espresso, sem fazer muita pressão, apenas o suficiente para nivelar o pó.

É importante que não compacte muito, já que as máquinas caseiras não possuem a pressão de uma profissional, para facilitar a extração do café e evitar entupimentos.

Por fim, encaixe o porta filtro na máquina e imediatamente pressione a opção de espresso para extrair o café e coloque a xícara embaixo rapidamente.

DICA: Deixar o porta filtro com café encaixado muito tempo na máquina quente pode esquentar o pó e extrair amargor indesejável para a bebida. Portanto, assim que encaixar o porta filtros, extraia imediatamente o café espresso.

Prontinho! Um espresso perfeito.

O Leite

Um dos principais segredos na preparação do cappuccino perfeito, é a textura e temperatura do leite. Ele deve ter “microespumas”, com uma textura aveludada, cremosa e brilhante, sem no entanto deixá-lo com bolhas na superfície.

Para melhor resultado, utilizar leite integral. Pode usar leite vegetal também para transformar em uma bebida vegana.

Utilize o leite frio, da geladeira para o vaporizador. Adicione cerca de 50 a 100ml de leite em uma pequena leiteira ou outro copo que dê para encaixar no vaporizador. O importante é que ele seja o dobro da tamanho da quantidade de leite utilizada.

Coloque o bico vaporizador em uma das laterais da leiteira para fazer com que o leite gire com a força do vapor e evite mexer a leiteira enquanto vaporiza. A medida em que vaporiza, o leite irá expandir e subir, aprofundando o bico.

Se tiver um termômetro culinário, coloque na leiteira e pare de vaporizar quando alcançar uma temperatura entre 65-68°C. Se não tiver, fique com toda a palma da mão na leiteira e retire quando o leite praticamente dobrar de tamanho e não for possível mais ficar com a palma da mão na superfície da leiteira (essa última dica vale apenas se estiver utilizando uma leiteira).

Importante: Não deixe que o leite não ferva durante o processo.

O Capuccino

Em uma xícara, adicione 50 ml de café espresso. Em seguida, despeje por cima do café 100 ml do leite vaporizado, em movimentos circulares, para misturar com o café e ficar a camada de espuma cremosa por cima.

Agora, é só aproveitar!

Enjoy!