O Estilo Hygge de Decoração Invade o Coffee & Joy em Dezembro

Publicado em Tags , , Deixe um comentário em O Estilo Hygge de Decoração Invade o Coffee & Joy em Dezembro

Já parou para tomar um café hoje? Sabe aquele prazer momentâneo de tomar um café, dar uma pausa no dia e aproveitar o momento ?

Esta é a proposta para o mimo de dezembro! Neste mês, o Coffee & Joy, em um maravilhoso colab com o estúdio de decoração Casa 210, leva aos assinantes uma edição especial para surpreender o momento café.

Veja o Vídeo Completo desta edição:

 

Como mimo do mês de dezembro, todos assinantes recebem uma vela com essência de café, desenvolvida no estilo hygge, que é uma tendência de decoração que preza pelo aconchego e simplicidade. Hygge é uma palavra dinamarquesa e norueguesa para um clima de aconchego e convívio confortável com sentimentos de bem-estar e contentamento. Existe definição melhor do que essa para o seu momento do café? Então por que não juntar este estilo ao café Coffee & Joy em uma edição surpreendente?

A Fernanda e o João, do estúdio de decoração Casa 210, surpreendem com objetos únicos numa produção totalmente homemade com muito amor envolvido. Mantendo simples, mas original.

O objetivo principal da Casa 210 é destacar-se do cinza dos escritórios trazendo a natureza por perto, mesmo em pequenos espaços nas grandes cidades.

Muitas vezes procuramos algo para presentear ou adornar nosso espaço e não encontramos algo que nos agrada realmente. A Casa 210 surpreende pela possibilidade de produzir artigos personalizados, que mudam qualquer ambiente.

Decorar é criar espaços cheios de alma!

E, para potencializar ainda mais todo esse aconchego, a Casa 210 também invade as embalagens para trazer a sua identidade mais próxima ao café. A Fernanda e o João também pintaram à mão, uma a uma, as embalagens enviadas no mês de dezembro, com estilo rabiscado, assim como fazem com alguns itens que desenvolvem no estúdio de decoração.

Todas as embalagens de cafés especiais enviadas na assinatura do mês de dezembro, vão com o trabalho e a criatividade da Casa 210 estampadas com todo cuidado pela Fernanda e pelo João.

Detalhes não são meros detalhes, neles moram grandes diferenças.

>> Não perca a oportunidade de participar do universo incrível do Coffee & Joy. Comece agora a sua experiência <<

7 Receitas Surpreendentes de Drinks com Cold Brew (Café Gelado)

Publicado em Tags , , Deixe um comentário em 7 Receitas Surpreendentes de Drinks com Cold Brew (Café Gelado)

O Cold Brew é um café extraído a frio, que não precisa de água quente. Consiste em, basicamente, juntar o café e a água em uma garrafa, que ficará em infusão por 12 a 18 horas, ou seja, é bem simples de fazer.

O segredo está em usar grãos de café de qualidade na moagem grossa e deixar descansar por algumas horas na geladeira. Pode ser feito em grande quantidade, já que dura até 7 dias na geladeira. É uma ótima opção para quem procura praticidade no dia a dia ou mesmo formas de refrescar, aproveitando o sabor e a energia dos cafés especiais.

Para deixar o Cold Brew mais versátil ainda, contamos com a visita e experiência da assinante do Coffee & Joy, Aline Carbonera. Amante de cafés especiais e dos drinks feitos com o café gelado, Aline ensina várias receitas fáceis e saborosas.

Veja o vídeo completo dessa experiência! Logo embaixo, estão as receitas completas.

 

PREPARANDO O COLD BREW TRADICIONAL (a partir do minuto 1:32)

Ingredientes

  1. 10g café especial
  2. 100ml água mineral ou filtrada

Como preparar

  1. Moa o café em moagem grossa (se não tiver moedor em casa, é só escolher a moagem de prensa francesa na assinatura C&J).
  2. Em uma garrafa, junte o café com a água gelada. Tampe a garrafa com a própria tampa, se tiver, ou feche bem com plástico filme ou papel alumínio
  3. Misture bem e deixe na geladeira por 12 a 18 horas.
  4. Coe todo o líquido em filtro de papel. Se preferir, ultize equipamentos específicos para Cold Brew, ou separe na própria Prensa Francesa.
  5. Prontinho!

 

PREPARANDO O COLD BREW COM ÁGUA DE CÔCO (a partir do minuto 9:10)

Ingredientes

  1. 10g café especial
  2. 100ml de água de côco

Como preparar

  1. Moa o café em moagem grossa (se não tiver moedor em casa, é só escolher a moagem de prensa francesa na assinatura C&J).
  2. Em uma garrafa, junte o café com a água de côco gelada. Tampe a garrafa com a própria tampa, se tiver, ou feche bem com plástico filme ou papel alumínio
  3. Misture bem e deixe na geladeira por 12 a 18 horas.
  4. Coe todo o líquido em filtro de papel. Se preferir, ultize equipamentos específicos para Cold Brew, ou separe na própria Prensa Francesa.
  5. Prontinho!

E, agora, tendo o Cold Brew como base, as 7 receitas de drinks com o café gelado:

7 drinks feitos com Cold Brew – o café gelado

COLD BREW COM LIMÃO / LARANJA (a partir o minuto 13:26)

Ingredientes

  1. 200ml de cold brew
  2. 2 rodelas de limão (tahiti ou siciliano) ou laranja
  3. Gelo a gosto

Como preparar

  1. Em um copo, adicione todos os ingredientes.
  2. Beba em seguida!

COLD BREW COM NUTELLA (a partir o minuto 15:09)

Ingredientes

  1. 200 ml de cold brew
  2. 2 colheres bem cheias de leite em pó
  3. 1 colher de café de cacau em pó
  4. 1 colher de sopa de leite de coco
  5. 1 colher de Nutella
  6. Gelo a gosto

Como preparar

  1. Em um copo, passe uma colher de Nutella na parte de dentro do vidro.
  2. Adicione o cold brew e o leite em pó. Bata com um mixer ou junte os ingredientes no liquidificador e depois adicione no copo.
  3. Adicione o cacau em pó e o leite de côco.
  4. Adicione o gelo.
  5. Adicione um pouco da Nutella na borda do copo.
  6. Sirva em seguida!

COLD BREW TÔNICA (a partir do minuto 18:55)

Ingredientes

  1. 150 ml de cold brew
  2. 150 ml de água tônica gelada
  3. 2 rodelas de limão
  4. 2 folhas de hortelã
  5. Gelo a gosto

Como Preparar

  1. Amasse as folhas do hortelã e coloque no fundo do copo ou taça.
  2. Coloque a água tônica, o limão e o gelo.
  3. Adicione lentamente o cold brew, mirando em cima de uma pedra de gelo, para dar o efeito bicolor e separar os líquidos.
  4. Enfeite com um limão e hortelã na superfície do copo.
  5. Beba e veja as cores e os sabores se misturarem!
  6. Enjoy!

COLD BREW COM CALDO DE CANA (a partir do minuto 21:15)

Ingredientes

  1. 100 ml de cold brew
  2. 100 ml de caldo de cana
  3. 2 rodelas de limão
  4. Gelo a gosto

Como Preparar

  1. Coloque o caldo de cana, o limão e o gelo em um copo de boca larga, preferencialmente.
  2. Adicione lentamente o cold brew, em cima do gelo, para separar os líquidos.
  3. Beba e veja as cores e os sabores se misturarem!
  4. Enjoy!

COLD BREW PIÑA COLADA (ABACAXI E LEITE DE CÔCO) – (a partir do minuto 23:19)

Ingredientes

  1. 200 ml de cold brew
  2. 1 rodela de abacaxi picado em cubos
  3. 2 a 3 colheres de leite de côco
  4. Gelo a gosto

Como Preparar

  1. Coloque abacaxi e aperte com uma colher para soltar o suco.
  2. Adicione os demais ingredientes, exceto o leite de côco.
  3. Adicione, devagar, o leite de côco, por cima, para ficar na superfície do drink.
  4. Beba e veja as cores e os sabores se misturarem!
  5. Enjoy!

COLD BREW COM UÍSQUE (a partir do minuto 25:48)

Ingredientes

  1. 200 ml de cold brew
  2. 100 ml de uísque
  3. Gelo a gosto

Como preparar

  1. Em um copo, adicione todos os ingredientes.
  2. Enjoy!

 

COLD BREW COM ALECRIM (a partir do minuto 27:43)

Ingredientes

  1. 200 ml de cold brew
  2. 2 rodelas de limão ou laranja
  3. 1 raminho de alecrim
  4. Gelo a gosto

Como preparar

  1. Em um copo, adicione gelo e o cold brew.
  2. Em seguida, adicione o limão ou laranja e um raminho de alecrim.
  3. Enjoy!

Fez a sua receita em casa? Compartilhe com a gente e nos marque nas postagens do Facebook ou Instagram.

>> Assine agora e tenha cafés espetaculares, onde você estiver! <<

 

Turismo Vivencial por Todos os Processos do Café – A Complexa Cadeia dos Grãos: da Lavoura até Chegar na Xícara

Publicado em Tags , , , Deixe um comentário em Turismo Vivencial por Todos os Processos do Café – A Complexa Cadeia dos Grãos: da Lavoura até Chegar na Xícara

O café é a segunda bebida mais consumida no mundo e, nós brasileiros, somos o segundo maior mercado consumidor de café do mundo! Ou seja, tomamos bastante café. Por isso, é importantíssimo conhecer todos os passos que o café passa antes de chegar na sua mesa. Afinal, café é um alimento que consumimos diariamente. Aqui no Coffee & Joy levamos isso bastante a sério e todo ano sorteamos assinantes C&J para participar de uma experiência única de poder vivenciar e aprender sobre toda a cadeia do café.

De maneira resumida, durante o passeio vamos juntos até uma fazenda, passamos pela lavoura de café para aprender mais sobre o plantio e o manejo, logo em seguida aprendemos sobre os tratos no pós colheita do café e sobre o benefício realizado para retirar a casca do café. Em seguida, vamos a um armazém de cafés para entender mais sobre classificação, análise sensorial e armazenagem do café. Por fim, encerramos o passeio em uma torrefação e cafeteria.

Tudo isso para conseguir mostrar a complexa e brilhante cadeia do café e todo processo que ele leva até chegar na sua xícara.

Assinantes com a equipe Coffee & Joy na Lavoura de Café

“Fantástico acompanhar toda a rota do café, da lavoura até a xícara. Visitar a fazenda, ver todo o processo da colheita e como é feito a escolha dos melhores grãos, deixou claro para mim que não é trabalho fácil. Muito bom presenciar e sentir toda a dedicação com que vocês realizam o trabalho de trazer sempre os melhores cafés. Foram tantas as dicas que agora saborear um bom café não é mais a mesma coisa. <3”

Tannus Esquerdo, desenvolvedor de software, amante de café e assinante Coffee & Joy desde 2016

Este foi apenas um dos relatos do que a visita à Fazenda Recanto proporcionou às pessoas que participaram dessa incrível jornada. Veja no vídeo abaixo o porquê deste relato e como que tomar um café deixou de ser apenas degustar uma bebida.

 

O passeio foi realizado no dia foi 04 de agosto de 2018, em Três Pontas, bem no sul de Minas Gerais. Uma manhã nublada, com uma chuvinha que fez o dia ficar ainda mais com clima de aventura. A turma, reunida na Pousada, tomou um reforçado café da manhã. Lá na pousada foi onde começou a nossa troca de experiência.

Barriga cheia, pé na areia, seguimos em direção a Carmo da Cachoeira, para a Fazenda Recanto.

Na Fazenda

Chegando na Fazenda Recanto, todos no meio da lavoura, onde o produtor Francisco e nossa equipe falou desde o manejo de uma lavoura ao longo do ano, principalmente dos cuidados preparatórios para época de colheita, até sobre a escolha da planta do café e a região de plantio.

Depois de ver a demonstração da colheita do café, todo mundo teve a oportunidade de “panhar” os grãos, direto do pé. Todo mundo colocou a mão na massa para ter a sensação de como é realizar a colheita do café.

Da lavoura, para o lavador. Vimos os cafés chegando de trator ao lavador e sendo separados e, posteriormente, indo para o terreiro para seguir com a etapa de secagem.

Visita na Fazenda Recanto – Lavador e Terreiro de Café

Com a ajuda de uma moto ou na mão, os trabalhadores rodam os cafés em torno de 30 vezes ao dia, para garantir uma seca uniforme aos grãos.

>> Está em dúvida sobre esses termos e o processo completo do café? Neste post tem uma explicação completa do processo do café do pé até a xícara! <<

Na parte de maquinação, vimos o funcionamento do secador, descascador, beneficiamento e a chegada do grão cru às sacaria.

Na Fazenda Recanto, os assinantes do Coffee & Joy tiveram a oportunidade de conhecer e aprender mais sobre o plantio e colheita de café, separação, secagem, beneficiamento e ensacamento dos cafés crus – tudo o que acontece em uma fazenda de café.

>> O café da Fazenda Recanto, já é conhecido pelos assinantes Coffee & Joy e estão disponíveis aqui! <<

Fechada a visita na Fazenda Recanto partimos para a fazenda Triunfo. Uma propriedade centenária, herdada pelo Sr. Adolfo Reis, pai do produtor Francisco. Na fazenda, a nossa equipe ofereceu aos visitantes um acolhedor almoço e boa prosa!

No Armazém

Chegamos no Armazéns Gerais Padre Vítor, já na cidade de Três Pontas, MG. Sérgio Miranda, um dos fundadores do Coffee & Joy, deu uma aula de classificação de café para os nossos visitantes!

Mostramos como são armazenados os cafés, como a escolha e separação de grãos de qualidade influencia na bebida e os principais defeitos que são encontrados no café.

Com isso, em uma mesa de prova, colocamos amostras de cafés para evidenciar as diferenças sensoriais de cada um e ter uma verdadei experiência de prova de café.

Assinantes em uma mesa de Prova de Cafés

Na Torrefação

Dando sabor aos grãos! Partimos para a etapa da torra do café.

Em uma torra comentada pelo barista Jefferson, os visitantes puderam entender melhor como a torra bem feita irá influenciar na qualidade da bebida, bem como conseguimos ver todas as etapas na qual os grãos passarão enquanto estão sendo torrado e a caramelização, liberação de óleos e definição dos sabores e aromas do café.

Explicação do Mestre de Torras Jefferson

Fizemos uma degustação comentada do café, para que pudéssemos sentir, juntos, sensações que grãos de qualidade nos proporciona.

E, por fim, a despedida

A nossa visita se encerrou na charmosa Pousada, onde tudo começou, com um jantar e confraternização com todo mundo.

Encerramento da Visita com um Jantar na Pousada

Na sua casa

Uma rápida, porém completa, visita a toda cadeia do café, como ela funciona e todo cuidado que os integrantes dessa cadeia precisam ter,  para entregar para você uma bebida fina e da mais alta qualidade, lhe aproximando da origem e dos responsáveis por esta pérola que chamamos de café.

E o que acharam nossos visitantes? Vamos ver?

“Experiência fenomenal, em forma arcaica eu vou dizer, SUPIMPA!” – Gleison.

 

“Uma experiência única, maravilhosa e que encheu de mais amor pelo café. Mudou a minha visão com relação ao café.” – Doris.

 

“Quando a gente toma um café a gente não tem essa noção de tudo que passa antes até chegar do produtor, a torra.” – Aline.

 

“Apesar de eu sempre ter gostado muito de café, foi uma experiência incrível porque eu não conhecia esse processo, botando a mão da massa, vendo como acontece, vendo as máquinas funcionarem, sentindo o cheiro da coisa, o ar.” – Alexandre.

 

“Foi uma experiência sensacional” – Lia.

 

“Foi delicioso e eu aconselho para todo mundo que venham!” – Naamã.

 

“Foi uma experiência absurdamente incrível, porque a gente pôde acompanhar de pertinho todo carinho que envolve a produção de café especial” – Nathalia. “Foi sensacional, só tenho a a agradecer, de verdade” – Camila.

 

“Seguramente, foi uma das experiências mais enriquecedoras que já tive.” – Paulo.

 

“Uma oportunidade de me aproximar e ver a raiz da bebida que eu amo.” – Thales.

 

“Sou assinante da Coffee & Joy a mais de um ano. Hoje tivemos uma experiência incrível, nós conhecemos todo amor, todo carinho que eles oferecem para mim.” – Sidney.

 

>> Quer aprofundar mais e conhecer melhor o processo completo da cadeia do café? Neste post você encontra uma explicação completa do processo do café do pé até a xícara! Leia mais. <<

Cold Brew – A Receita de Café Gelado que Promete Refrescância e Energia para os Dias Quentes

Publicado em Tags , , Deixe um comentário em Cold Brew – A Receita de Café Gelado que Promete Refrescância e Energia para os Dias Quentes

O Brasil é país tropical com clima quente (quase) o ano todo, por isso, receitas refrescantes e gostosas caem bem nas estações e dias mais quentes. O Cold Brew, que é o nome dado ao café extraído a frio, já é sucesso em vários países da Europa e também nos Estados Unidos, onde é possível encontrar em supermercados a mistura já pronta para tomar.

Aqui está uma receita super fácil para fazer em casa, que promete refrescar e dar energia para os amantes da bebida.

O QUE É NECESSÁRIO

  1. 50g café especial
  2. 500ml água mineral ou filtrada
  3. Gelo

COMO PREPARAR

  1. Moa o café em moagem grossa (se não tiver moedor em casa, é só escolher a moagem de prensa francesa na assinatura C&J).
  2. Em uma garrafa com tampa, junte o café com a água gelada.
  3. Misture bem e deixe na geladeira por 12 horas.
  4. Coe todo o líquido em filtro de papel.
  5. Sirva com bastante gelo.
  6. Opcicionais: (1) coloque um raminho de alecrim; ou (2) sirva com lascas de limão.
  7. Enjoy!
Coffeeandjoy - receita cold brew
Cold Brew feito com café especial que você encontra aqui

Fez a sua receita em casa? Compartilhe com a gente e nos marque nas postagens do Facebook ou Instagram.

 >> Assine agora e tenha cafés espetaculares, onde você estiver! <<

Veja algumas publicações de assinantes que recebem cafés incríveis em casa e já testaram a receita do Cold Brew:

clientes coffeeandjoy - coldbrew

Ainda não recebe cafés incríveis em casa?

 >> Assine agora e tenha cafés espetaculares, onde você estiver! <<

Desbravando o Cerrado Mineiro, com Determinação e Força de Vontade, Produtor Gaúcho Conseguiu Fazer a Terra Prosperar e Hoje Produz os Melhores Cafés Especiais da Região [Parte 8 – Série A Origem do Nosso Café]

Publicado em Tags , , , , , Deixe um comentário em Desbravando o Cerrado Mineiro, com Determinação e Força de Vontade, Produtor Gaúcho Conseguiu Fazer a Terra Prosperar e Hoje Produz os Melhores Cafés Especiais da Região [Parte 8 – Série A Origem do Nosso Café]

No dia 24 de maio de 1976, chegava na cidade de Patos de Minas, MG, o Sr. Inácio Carlos Urban. Natural da cidade de Não Me Toque, RS, o jovem de 24 anos, único homem de sete irmãs, vinha à procura de oportunidades que não teria em sua cidade de origem.

Desbravando o cerrado mineiro na região do Alto Paranaíba – terras até então consideradas inférteis – com determinação, força de vontade e guiado pelo sonho de alimentar o mundo, o gaúcho conseguiu fazer a terra prosperar, começando então, a sua história.

A história com o café chegou depois, foi no ano de 1987 que a produção iniciou e é esta história que vamos contar na Parte 8 da Série A Origem do Nosso Café.

Perdeu as outras partes da Série A Origem do Nosso Café? Acesse aqui.

Localizada em Coromandel, na região do Cerrado Mineiro, a Fazenda Rio Brilhante produz os cafés especiais seguindo normas rigorosas de certificação da UTZ, da Rainforest Alliance e 4C, além do credenciamento à Região do Cerrado Mineiro que lhe dá a garantia de denominação de origem.

Registro da Visita na Fazenda Rio Brilhante
Registro da Visita na Fazenda Rio Brilhante

Os cafés especiais que são produzidos ali são o resultado da combinação das exclusivas condições climáticas do cerrado mineiro com o alto padrão de qualidade desde a colheita. O cultivo em altitude de 1.150m proporciona o clima ideal para a produção de um café com aroma, sabor e aspectos distintos proporcionando a obtenção de um café incomparável. A excelência é buscada e assegurada pelas certificações em todas as etapas do processo produtivo, permitindo a obtenção de um café especial incomparável.

A preocupação do Sr. Inácio, desde o início da produção de cafés é com a qualidade. A cada ano procura sempre fazer melhor do que aquele ano que passou. Para isso, possui especialistas em qualidade de café e concede treinamentos regulares para a equipe, com foco sempre em produzir o melhor café.

Equipe Coffee & Joy na Fazenda Rio Brilhante
Equipe Coffee & Joy na Fazenda Rio Brilhante

Atualmente completando 41 anos de história na agricultura, e em processo de sucessão familiar, o Sr. Inácio conta com a colaboração administrativa de seus filhos Fernando Urban e Érika Urban, os quais serão responsáveis por contar a história dos próximos anos da família, que cada dia mais vem ampliando e diversificando sua atuação na agricultura.

Assista ao vídeo completo da nossa visita na Fazenda Rio Brilhante:

 

A Fazenda Rio Brilhante possui hectares cultivados com diversas variedades e está situada em uma altitude ideal de 1.150m para produção de cafés de alta qualidade, equilibrando corpo e acidez, com aroma atraente e sabor inigualável, oferecendo prazer aos mais exigentes paladares.

Também possui diferentes tipos de processamento. Com o objetivo de levar diferenciação, selecionamos um lote de café da variedade Mundo Novo, que foi fermentado naturalmente após a colheita. Processo antigo, mas que vem sendo aprimorado e trabalhado para destacar sabores mais interessantes do café. Em seguida o café seguiu para o terreiro suspenso para ser secado.

Cupping realizado na Fazenda Rio Brilhante para a seleção do café especial Catavento
Cupping realizado na Fazenda Rio Brilhante para a seleção do café especial Catavento

O café que aqui no Coffee & Joy chamamos carinhosamente de Catavento (em razão da trajetória do Sr. Inácio rumo às terras férteis do Cerrado Mineiro), é espetacular. Na xícara, apresenta fragrância e aroma intenso com notas de doce de leite, abacaxi, lima e melão.

Com sabor com notas de chocolate ao leite, abacaxi em calda, maçã e melão. Possui acidez doce de frutas cítricas e maçã, com corpo viscoso e uma finalização longa com notas de maçã e melão.

É o trabalho e a jornada do Sr. Inácio, bem representada em um gole de inspiração na xícara.

 >> Assine agora e tenha esses cafés espetaculares na sua casa! <<

Trabalhando no Fronte das Descobertas e Tecnologias dos Cafés Especiais, a Produtora Ucha Eleva a Forma de Degustar a Bebida [Parte 7 – Série A Origem do Nosso Café]

Publicado em Tags , , , , , , Deixe um comentário em Trabalhando no Fronte das Descobertas e Tecnologias dos Cafés Especiais, a Produtora Ucha Eleva a Forma de Degustar a Bebida [Parte 7 – Série A Origem do Nosso Café]

Três gerações da família já fazem parte da história da Fazenda Caxambu. Herança da mãe, hoje ela é cuidada pela produtora Ucha e seus irmãos, que resgatam e mantém toda a ancestralidade da família.

Esta história vem fazer parte agora da Série A Origem do Nosso Café, que está na edição 7.

Perdeu as outras partes da Série A Origem do Nosso Café? Acesse aqui.

Localizada no sul de Minas Gerais, na cidade de Três Pontas, a Fazenda Caxambu está a 1.180 metros de altitude, só produz café da variedade arábica.

Quando, há 10 anos, Ucha assumiu a gestão da fazenda com os seus irmãos, decidiram sair da linha de produção de commodities e partir para o lado da diferenciação e produção de cafés especiais (sorte a nossa!!).

Produtora Ucha na mesa de provas de cafés da Fazenda Caxambu
Produtora Ucha na mesa de provas de cafés da Fazenda Caxambu

Com mudanças significativas na Fazenda, decidiram focar em qualidade. Para isso, foi necessário muito trabalho e dedicação, principalmente no treinamento dos colaboradores, para que eles pudessem acompanhar, juntos com os produtores, a importância e a diferença do cuidado na lavoura e no processamento, para se obter cafés especiais.

O resultado disso são cafés incríveis que, na xícara, vai contar todo processo qualitativo daquele café.

Trabalhando no fronte das descobertas e tecnologias, mas com o cuidado das gerações passadas, Ucha e a família mantém o amor e dedicação no campo.

A chave disso tudo é a ponte entre avanços tecnológicos, métodos diferenciados de trabalho com o café, a fermentação, entre outras coisas. Dessa maneira, ficando na vanguarda do processamento do café, mas, ao mesmo tempo, retomando e continuando as tradições passadas, com costumes da época da sua avó. Manter as raízes e garantir que as futuras gerações continuem o belíssimo trabalho que é realizado lá.

Débora e Sérgio na visita à Fazenda Caxambu
Débora e Sérgio na visita à Fazenda Caxambu

Para alcançar tudo isso, Ucha mantém sempre o foco na sustentabilidade. Mais do que isso, trabalha com enriquecimento de solo com matéria orgânica e possui na Fazenda Caxambu um desenvolvimento agroecológico, para que o café responda à altura do terroir que é próprio dele e, com isso, conseguir realçar as características naturais dos grãos que ali são produzidos.

Hoje, a produtora é a atual presidente da BSCA – Brazil Specialty Coffee Association, o que só reafirma ainda mais o compromisso da Ucha com a excelência na produção de cafés especiais.

Venha assistir ao vídeo completo da nossa visita na Fazenda Caxambu para sentir toda paixão e excelência da produção dos cafés especiais por lá:

 

Os diferentes processamentos na Fazenda Caxambu oferece uma gama incrível de cafés que surpreendem na xícara!

Para levar essa explosão de diferenciação para você, selecionamos dois cafés de diferentes processamentos.

O Mestre Apicultor é da variedade Acaiá e passou pelo processamento chamado Honey, que são cafés que passaram pelo processo de “polpa natural”. Em outras palavras, são cafés que foram totalmente lavados e que antes de serem secados naturalmente, se retirou as cascas dos grãos, mantendo a mucilagem. Resultado disso é um café com corpo diferenciado e muito sabor.

Apresenta fragrância e aroma intensos com notas de mel, flor de laranjeira, avelã e um delicado toque de gengibre no aroma.

Com sabor adocicado com notas de mel, morango, melão e limão doce.

Possui acidez cítrica e doce, corpo viscoso e uma finalização longa com notas de mel e flor de laranjeira.

Um café indicado para quem procura exotismo, diferenciação e muito sabor.

>> Experimente o Café Mestre Apicultor <<

Secagem dos cafés especiais em terreiro na Fazenda Caxambu
Secagem dos cafés especiais em terreiro na Fazenda Caxambu

O café Maçã do Amor é da variedade Catuaí Vermelho e passou pelo processamento que chamamos de cereja natural. Neste processamento, foram colhidos apenas grãos em estado de cereja (maduros) e preparados pelo método de processamento via seca, no qual os frutos são secos integralmente, com a casca. O resultado é um café tipicamente com corpo e aroma pronunciados e sabor naturalmente doce, típico quase exclusivamente do Brasil.

Apresenta fragrância e aroma intenso com notas de abacaxi, amora, carambola, amêndoas e que são sustentadas pela presença das notas de chocolate ao leite.

Sabor com notas de chocolate ao leite ameixa fresca, maçã, lima e morango.

Possui acidez cítrica e málica, com corpo denso e finalização longa com notas de chocolate ao leite e morango.

Um café com sabores e aromas muito pronunciados e complexos.

>> Experimente o Café Maçã do Amor <<

Na xícara, é possível perceber todo o resultado qualitativo de muito trabalho, paixão e conhecimento da produtora Ucha.

 >> Assine agora e tenha esses cafés espetaculares na sua casa! <<

A Aproximação que se Tornou numa Verdadeira Paixão Pelos Cafés Especiais [Parte 6 – Série a Origem do Nosso Café]

Publicado em Tags , , , , , Deixe um comentário em A Aproximação que se Tornou numa Verdadeira Paixão Pelos Cafés Especiais [Parte 6 – Série a Origem do Nosso Café]

A simplicidade, o tato e a curiosidade do produtor Donizeti, nos seus 40 alqueires de terra sobre os morros, faz do café da Fazenda Seixal ser ainda mais especial. Por isso, esta história ganha destaque na Parte 6 da Série A Origem do Nosso Café!

Perdeu as outras partes da Série A Origem do Nosso Café? Acesse aqui.

O produtor Donizeti, que fabrica máquinas e equipamentos agrícolas para outros produtores de café, após tanto contato com a cultura por meio de seus clientes, resolveu comprar a Fazenda Seixal, que já está com ele há 10 anos.

Um verdadeiro amante do café e que põe a mão na massa, com todo orgulho! Nosso registro disso tudo, ficou marcado aqui:

Débora, Donizeti e Sérgio, na Fazenda Seixal
Débora, Donizeti e Sérgio, na Fazenda Seixal

O café especial é produzido a 1100 metros de altitude, na pequena cidade de Campos Gerais, no sul de Minas Gerais.

Como está em uma região montanhosa, todo o cultivo é feito manualmente, por conta do difícil acesso das máquinas. Além de dar um toque especial e mais humano, o contato direto do produtor com a sua lavoura é o diferencial para que se extraia uma bebida inigualável.

Dos 40 hectares da Fazenda Seixal, 20 são de mata nativa que rodeiam a sua lavoura, mata esta que é preservada por Donizeti até hoje e que irá continuar assim. Entre as ruas da lavoura, também se encontram árvores nativas e que fazem sombras sobre uma porção de pés de cafés, mantendo a umidade e temperatura dos seus frutos no ponto perfeito para tirar um café especial, o delicioso café de sombra.

A Fazenda Seixal é o recanto de Donizeti, que sempre que possível reúne a família e amigos nos tempos livres. Uma das suas grandes paixões é poder ficar na Fazenda e cuidar pessoalmente de toda a produção.

Veja aqui o vídeo completo sobre a nossa visita na Fazenda Seixal:

 

Preocupado em manter-se atualizado, aumentando a produção e a qualidade do seu café, Donizeti iniciou em 2016 a plantação de mudas de um novo café desenvolvido pelo programa de melhoramento genético do café da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), o Aranãs. A expectativa é que a nova cultivar seja resistente à ferrugem, possuindo alta produtividade, e se destacando com grãos graúdos – porcentagem maior de peneira de 16 acima – e, o mais importante, extraindo uma bebida de qualidade diferenciada.

Hoje, oferecemos uma verdadeira pérola desta Fazenda. Com nome dado em homenagem á região de serras da cidade de Campos Gerais, o café especial Serra Gerais traz, na xícara, todo esse cuidado e dedicação do produtor Donizeti.

>> Experimente o Café Serra Gerais <<

Possui acidez cítrica, corpo viscoso, fragrância e aroma suave com notas de chocolate amargo e frutas secas, e uma finalização moderada e marcante com notas de chocolate amargo. É sensacional. A torra média deixa o sabor mais intenso e é feita artesanalmente para dá um toque especial para este café espetacular.

Desde o preparo, passando pelo aroma e finalizando com o sabor na xícara, traz uma experiência de tirar o fôlego.

Com absoluta certeza, este é um café que vale a pena fazer parte do dia a dia de qualquer bom apreciador.

Produtor Donizeti, na lavoura sombreada da Fazenda Seixal
Produtor Donizeti, na lavoura sombreada da Fazenda Seixal

 >> Assine agora e tenha esses cafés espetaculares na sua casa! <<

De Pai Para Filho – A Arte de Produzir Cafés Especiais [Parte 5 – Série a Origem do Nosso Café]

Publicado em Tags , , , , , , 1 comentário em De Pai Para Filho – A Arte de Produzir Cafés Especiais [Parte 5 – Série a Origem do Nosso Café]

Há 40 anos na família, a Fazenda São Joaquim leva o nome do santo xará do seu proprietário, Joaquim Pereira Miranda (ou Quinzinho, como é conhecido na região). Apesar de hoje estar sob os cuidados do seu filho, Carlinho, como é carinhosamente chamado pelos amigos, Quinzinho acompanha de perto a evolução da Fazenda.

A Fazenda São Joaquim vem participar da Parte 5 da Série a Origem do Nosso Café, para nos mostrar como que um filho consegue, de maneira brilhante, manter a paixão do seu pai que hoje tornou-se sua.

Perdeu as outras partes da Série A Origem do Nosso Café? Acesse aqui.

Hoje, totalmente mecanizada, com uma produção já pensada nos cafés especiais, a Fazenda São Joaquim produz cafés de altíssima qualidade e possui tanto o processo do cereja descascado como natural.

Registro da Visita da Equipe Coffee & joy na Fazenda São Joaquim
Registro da Visita da Equipe Coffee & joy na Fazenda São Joaquim

O amor do Carlinho pela roça e seu orgulho do legado do seu pai Quinzinho são os pilares desta Fazenda. Mais do que isso, os trabalhadores da fazenda também já estão há muito tempo junto com eles, sustentando com bastante garra as bases construída por Quinzinho. Hoje, são mais que trabalhadores, são amigos e companheiros de trabalho.

Por conta disso, Quinzinho e Carlinho beneficiam seus trabalhadores com salários acima da média de mercado e os presenteiam com treinamentos específicos da cultura de café, para se especializarem e acompanharem tudo o que há de novo no mercado da produção do café especial.

Produtor Quinzim no lavador de café.
Produtor Quinzim no lavador de café.

O cuidado e o bom relacionamento com os trabalhadores é visível numa breve passagem na Fazenda e é um diferencial na produção de cafés especiais de altíssima qualidade.

Localizada no pequeno município de Santana da Vargem, no interior de Minas Gerais, está a 900 metros de altitude. Produz cafés da variedade Mundo Novo, 100% Arábica. Veja aqui, tudo isso que pudemos sentir na nossa visita à Fazenda São Joaquim:

 

Os cafés especiais da Fazenda São Joaquim foram escolhidos com muito carinho pela equipe Coffee & Joy.

De um lado, o Frutado Natural que passou pelo processo de produção natural, com secagem realizada em secador no formato de caixa (nova tendência da cultura do café). Para extrair o melhor da bebida, a torra é média e é feita artesanalmente com muita ciência, claro.

>> Experimente o Café Frutado Natural <<

Do outro, o Espresso Joaquim, este passou pelo processo de despolpa (cereja descascado). Para este café, a torra foi mais desenvolvida, ou seja, os grãos ficam um pouco mais no torrador, dando um perfil de torra média escura.

>> Experimente o Café Espresso Joaquim <<

Com o café Espresso Joaquim queremos ressaltar as notas de chocolate meio amargo dos grãos para levar qualidade e sabor para quem aprecia cafés mais caramelizados e intensos.

Simplesmente incrível. Confira essa tradição e legado em forma de bebida!

 >> Assine agora e tenha esses cafés espetaculares na sua casa! <<

Legado que é Herança para Qualidade nos Cafés Especiais. A História da Fazenda Estrela e seus Cafés Premiados [Parte 4 – Série A Origem do Nosso Café]

Publicado em Tags , , , , , , Deixe um comentário em Legado que é Herança para Qualidade nos Cafés Especiais. A História da Fazenda Estrela e seus Cafés Premiados [Parte 4 – Série A Origem do Nosso Café]

Seguindo a tradição do Sr. Edmundo Otaviano Silva (in memoriam), a sua esposa, Maria Tereza, e os filhos Adriana (em conjunto com o marido Vítor), Ana Cristina e Francisco, que herdaram a Fazenda Estrela há 3 anos, produzem cafés especiais de altíssima qualidade da mesma forma que era feita pelo Sr. Edmundo.

Esta família é a estrela também da 4ª Parte da Série A Origem do Nosso Café.

Perdeu as outras partes da Série a Origem do Nosso Café? Veja os posts completos aqui. 

Um legado passado de pai para filhos e que começou de forma simples. Sr. Edmundo e sua esposa, Sra. Maria Tereza, moravam na Fazenda Estrela e produziam, além do café, mandioca, abacaxi, etc, e criavam gado. De pouco em pouco foram comprando terras na região e ampliando a sua lavoura.

A cultura do café, todavia, começou pelos avós do Sr. Edmundo e ainda continua como tradição na família.

Hoje, os irmãos Adriana, Ana Cristina e Francisco e a matriarca Maria Tereza possuem uma vontade única de continuar o legado do Sr. Edmundo, trabalhando sempre juntos e unidos nas terras herdadas do pai e marido.

Sérgio Miranda, Maria Tereza e sua Filha, Adriana, Débora Reis
Sérgio Miranda, Maria Tereza, Adriana e Débora Reis.

Localizada no sul de Minas Gerais, na cidade de Três Pontas, a Fazenda Estrela está a 900 metros de altitude, localizada estrategicamente nos arredores da represa de Furnas, perto do distrito do Pontalete e só produz café 100% arábica.

Os atuais funcionários também são um legado da Fazenda Estrela e são muito queridos pelos proprietários. Todos moram na Fazenda, já trabalham há bastante tempo lá e também são de gerações de antigos funcionários. Assim como aconteceu com os avós do Sr. Edmundo, grande parte dos trabalhadores são netos e parentes das pessoas que estão lá desde o começo.

Secador da Fazenda Estrela
Secador da Fazenda Estrela

A Fazenda Estrela coleciona prêmios de bebida de café. Em 2014, ganhou o prêmio de melhor café de uma cooperativa local e de grande influência no mercado de cafés do sul de Minas Gerais.

Sempre preocupados em melhorar, sem deixar de lado as suas tradições, a família tem interesse em aprimorar cada vez mais o método de produção do café especial.

O diferencial dos cafés especiais que são produzidos na Fazenda Estrela é, com absoluta clareza, o carinho e orgulho que os filhos e esposa do Sr. Edmundo tem por essas terras.

Sérgio Miranda, Vítor e Débora Reis na visita à Fazenda Estrela
Sérgio Miranda, Vítor e Débora Reis na visita à Fazenda Estrela

Para manter a tradição e alta produção, o solo é analisado por agricultura de precisão e corrigido de acordo com a recomendação dos agrônomos que acompanham a Fazenda. Possuem o método de manejo da lavoura chamado de Safra Zero, que consiste na aplicação programada de poda (esqueletamento) da lavoura a cada ano, de maneira a coincidir com o ano de safra alta, para zerar a safra baixa. Ou seja, um ano de alta produção de determinada lavoura e o seguinte de baixa, sendo um manejo da cultura que vem obtendo a adesão crescente de propriedades nos últimos anos.

Conheça a Fazenda Estrela, assista ao vídeo completo aqui:

 

A Fazenda Estrela, que já brilha no nome, possui variedades diferentes de frutos (acaiá, catuaí, etc) e de processo de produção: o cereja descascado e o natural.

Nas visitas à Fazenda, a equipe C&J optou por selecionar os cafés de variedades e processamentos diferentes, para possibilitar uma melhor experiência nas sensações que a Fazenda Estrela pode nos proporcionar. Por isso, selecionamos dois cafés especiais, que passaram por processamentos diferentes.

O Acaiá Descascado passou pelo processo de despolpa (cereja descascado) e possui característica diferenciada, com um sabor suave e delicado.

>> Conheça o Café Acaiá Descasdo <<

Enquanto o Rei Sol passou pelo processamento natural, ou seja, foi lavado para separar maduro de bóia e depois seco em terreiro de cimento e possui características sensoriais típicas deste processamento.

>> Conheça o Café Rei Sol <<

Cafés especiais que tem gosto e sabor de onde foram cultivados, além de contar muita história dessa família que dá orgulho de se ver. Cada xícara é uma porção do legado que foi deixado pelo Sr. Edmundo e seus avós.

Visando proporcionar uma experiência inigualável na degustação da bebida, a equipe C&J escolheu para os cafés da Fazenda Estrela uma torra média que ressalta a doçura e acidez da bebida, sendo que a torra é feita artesanalmente. Cheiro e aroma de tradição da família Pereira e Silva também podem ser apreciados em cada xícara desses cafés diferenciados.

 >> Assine agora e tenha esses cafés espetaculares na sua casa! <<

A Tradição do Café: a Sexta Geração de Produtores do Sul de Minas [Parte 3 – Série A Origem do Nosso Café]

Publicado em Tags , , , , , Deixe um comentário em A Tradição do Café: a Sexta Geração de Produtores do Sul de Minas [Parte 3 – Série A Origem do Nosso Café]

Continuando a Série A Origem do Nosso Café, nesta Parte 3, é apresentado Francisco Valdemar dos Santos Reis, que produz café há 30 anos na Fazenda Recanto e vem da sexta geração da família que trabalha com a bebida. Através da produção de café, o Sr. Francisco conseguiu formar os seus quatro filhos na universidade nos cursos de Filosofia, Direito, Engenharia e Economia.

Veja aqui outros posts da Série A Origem do Nosso Café.

A cultura do café é tradição na família Reis e motivo de muito orgulho. O pai do Sr. Francisco possui outras terras na região e, ampliando o cultivo, adquiriu a Fazenda Recanto em 1986, que sempre foi bem cuidada pelo seu filho. Com o falecimento de sua mãe há alguns anos, o Sr. Francisco herdou uma parte da Fazenda Recanto, que hoje é dele e de sua irmã.

coffeeandjoy - origem do nosso cafe - recanto1
Produtor Francisco

A maioria das pessoas que trabalham na Fazenda Recanto estão desde o início com Francisco. Alguns trabalhadores são de geração de antigos funcionários e que vieram de outras terras da família. Sem dúvida, estes trabalhadores são o maior legado da Fazenda.

Francisco possui plantas das variedades Catuaí, Mundo Novo e Acaiá na Fazenda Recanto, e com boa técnica, conhecimento e muito, muito trabalho, consegue extrair grãos de altíssima qualidade, com sabor e aroma característicos das terras abençoadas do sul de Minas Gerais.

A Fazenda Recanto está localizada na cidade de Carmo da Cachoeira, MG, a 1000 metros de altitude, ideal para o plantio de cafés de alta qualidade. Possui áreas de vegetação nativa, árvores centenárias e que são preservadas pelo produtor e pelos trabalhadores.

As áreas nativas são tão especiais que os talhões de café foram nomeados considerando as espécies que possuem perto de cada um deles. A equipe C&J, em visita à Fazenda, conheceu os talhões de cafés do sassafrás, do ipê, da amoreira e da limeira.

Um registro gostoso da nossa visita na Fazenda Recanto:

coffeeandjoy - origem do nosso cafe - recanto
Equipe C&J com produtor Francisco

O trabalho para produção dos cafés especiais é feito em parceria com os trabalhadores, que já tem a experiência e a simbiose no cultivo, por conta dos anos em que estão juntos na Fazenda. Os grãos, após colhidos, são lavados, separados os maduros dos verdes e secados no terreiro de cimento. Todo o processo especial de produção resulta na excelente bebida desta Fazenda.

Pensando em manter a tradição de cultivo de café desde os seus tataravós, Francisco pretende continuar trabalhando por mais 30 anos na Fazenda Recanto. Para tanto, tem como plano para o futuro, o investimento na mecanização do processo e ampliação da produção de cafés especiais.

Conheça mais sobre a história fantástica do produtor Francisco aqui:

 

Este lugar é tão especial que levamos uma turma de assinantes do Coffee & Joy para uma visita guiada, por toda a produção de café especial. O resultado dessa visita você encontra neste post aqui.

O café especial da Fazenda Recanto vem de uma região abençoada e ideal para o plantio de cafés especiais. O nome que demos ao lote que selecionamos lá foi Recanto do Ipê – referente ao talhão de café com o nome Ipê que existe lá e, é claro, o nome da fazenda!

>> Conheça o Café Recanto do Ipê <<